Nossa História


O Rancho da Matinha teve início em setembro de 1976, com aquisição de uma gleba de terras, localizada no município de Uberaba. Ao longo dos nove anos seguintes, outras glebas foram adquiridas e a fazenda passou a contar com uma área de 1200 ha. Inicialmente a recria e engorda de gado de corte foram as únicas atividades exploradas.

Em 1985 iniciamos a criação de gado Nelore buscando animais já com alguma qualificação genética, e também implantamos o sistema de pastejo rotacionado. Neste mesmo ano iniciamos a criação de cavalos Quarto de Milha visando atender ao mercado dos esportes eqüestres, bastante promissor na ocasião. Nossa criação superou todas as expectativas, o Rancho da Matinha se tornou sinônimo de alta qualidade no meio quartista. Em 2001 interrompemos na criação de cavalos para concentrar toda nossa atenção no desafio de produzir melhor genética Nelore do Brasil.

Dez anos mais tarde (1995) iniciamos nossa participação no antigo programa da USP, hoje ANCP. Nesta ocasião reforçamos nosso plantel com aquisição de mais 400 fêmeas apartadas na cabeceira do rebanho marca 71, proveniente da famosa fazenda Indiana. Também em 1995 iniciamos nosso programa de precocidade reprodutiva, identificando através de exames andrológicos os tourinhos sexualmente mais precoces.

Em 1997, após rigoroso processo de seleção, estabilizamos nosso rebanho com 600 vacas de alto nível morfológico racial, que apresentavam os melhores desempenhos produtivos e reprodutivos. A partir daí implantamos o programa de avaliação intra-rebanho, comandado pelo Prof. Bergmann, que tem contribuído com informações valiosas para o progresso genético do nosso rebanho.

Na estação de monta de 1998 iniciamos o desafio de prenhez precoce para novilhotas de 12 a 14 meses. No primeiro ano obtivemos 6% de prenhez, atualmente já estamos trabalhando com taxas acima de 80%.

Buscando dar maior eficiência na seleção para características de carcaça (rendimento/terminação) passamos a partir de 2002 a utilizar as medições por ultrassonografia. A precisão das avaliações vem possibilitando importantes avanços genéticos nas características.

Tendo em vista que, alimentação representa algo próximo a 70% dos custos de produção na pecuária de corte, que o consumo alimentar é característica que pode ser medida e selecionada, em 2011 iniciamos nossa busca pela “Eficiência Alimentar”. Na ocasião importamos do Canadá o sistema Growsafe, largamente utilizado pelos melhores criadores americanos, que permite medir com precisão o consumo alimentar animal. A seleção para esta importante característica vem sendo feita com ótimos resultados.


Considerando que:

- A única razão para o melhoramento genético de bovinos é melhorar a rentabilidade do negócio.

- Os índices de seleção utilizados por todos os programas de melhoramento brasileiros são arbitrários, portanto não conduzem ao melhor resultado econômico.

- Índices econômicos de seleção têm sido largamente utilizados em vários outros países com absoluto sucesso.

Em 2012 adotamos um índice econômico para orientar os trabalhos de seleção. O Índice Real Matinha (IR$M) foi desenvolvido pelo geneticista americano Dr.Michel D.MacNeil responsável pelos índices das principais raças nos Estados Unidos. O Índice Matinha estima o valor econômico dos animais com base em suas qualificações genéticas.

Assim seguimos nosso caminho com o firme propósito de promover consistente e contínuo melhoramento genético na raça Nelore, que seja realmente traduzido em melhor resultado econômico para os pecuaristas usuários de nossa genética.




Rancho da Matinha

ranchodamatinha@ranchodamatinha.com.br
+55 (34) 3312-0030
Tangará Pecuária e Participações Ltda
Rua Epitácio Pessoa, 220,
CEP 38010-290 - Uberaba-MG
Fone: (34) 3312-0030 - Fax: (34) 3312-0922
Fazenda Rancho da Matinha - Uberaba/MG
BR 050 km 153,5 à esquerda + 8 km
Tel: (34)3359-0630